Project Description


A Comunidade Intermunicipal do Ave é uma pessoa coletiva de direito público que foi constituída a 14 de abril de 2009, pelos municípios de Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela.

Como principais atribuições da comunidade destacam-se a promoção do planeamento e da gestão da estratégia do desenvolvimento económico, social, cultural e ambiental do território abrangido, a articulação dos investimentos municipais de interesse intermunicipal, a participação na gestão de programas de apoio ao desenvolvimento regional e no planeamento das atuações de entidades públicas, de carácter supra-municipal. Esta entidade tem como propósito fundador constituir no território do Ave um espaço de excelência com capacidade de desenvolver uma nova conjugação de recursos que respondam aos desafios de competitividade, coesão e sustentabilidade da NUT III AVE. A NUT III Ave estende-se por três bacias hidrográficas, designadamente Cávado, Tâmega e Ave, com especial incidência territorial na bacia do Ave. O território é marcado por uma grande diversidade, com vales de grande dimensão, estendidos entre a planície aluvial e os espaços de alta montanha de Fafe e da Cabreira e do Alvão.

Este espaço é ponteado por colinas e pequenas serras em cujas encostas se desenvolveu uma intensa ocupação humana, ao longo de séculos. Esta ocupação ganhou uma alta densidade nas terras mais baixas, onde a riqueza dos solos favoreceu a criação de um ciclo virtuoso de acumulação de capital, capaz de promover a industrialização logo a partir de meados do século XIX. Atravessada por algumas das mais importantes estradas naturais do norte do país, a NUT III Ave corresponde a uma plataforma de rotação entre o Vale do Douro, a planície costeira, os vales nortenhos do Minho, Lima e Cávado e a região de Trás-os-Montes.

Na verdade a estrada do Barroso, corria paralela ao Ave para aceder pela Serra da Cabreira ou por Fafe às Alturas do Barroso e à região mineira de Trás-os-Montes. Foi também durante séculos aproveitada a estrada que do Porto se dirigia a Braga, atravessando o Ave na Lagoncinha e aproveitando o vale do rio Pelhe em Vila Nova de Famalicão, como o foi a que de Viseu seguia por Vizela a Guimarães, ou a que vindo pelo Vale do Tâmega subia à portela de Bucos em Cabeceiras de Basto para se dirigir às terras de Compostela por Vieira do Minho. Hoje a região continua central sendo atravessada por três autoestradas (A7, A11 e A3), três linhas de caminho-de-ferro e possuindo num raio de 30 minutos um porto e um aeroporto internacional.

Aqui nasceu Portugal e por cá passam boa parte dos destinos da nossa existência enquanto país e foi e é origem e destino de artistas, cientistas e empreendedores.

MORADA
Rua Capitão Alfredo Guimarães, 1
4800-019 Guimarães

TELEFONE
253 422 400

EMAIL
geral@cim-ave.pt
SITE
http://cim-ave.pt/