Project Description

    Mondim Sonoro
    Composto por dois estudantes licenciados em Produção e Tecnologias da Música, sendo que cada um tem um sólido background em análise e performance musical. Este grupo pretende apresentar uma experiência que traduza os elementos mais característicos da região de Mondim em som e música. Cada membro tem uma contribuição específica para o projecto, seja em teoria musical, programação de sistemas ou desenvolvimento de interfaces. Tendo colaborado no passado no projecto de arte sonora Porto Sonoro, os membros do grupo encontram-se activos pelo país nas áreas de som ao vivo e estúdio, performance musical e ambientes de investigação em áudio.

    Hugo Ribeiro
    Graduado em Produção e Tecnologias da Música, Hugo Ribeiro tem trabalhado com arte sonora e programação de sistemas de áudio nos últimos quatro anos. Com um forte background em performance musical, teoria e produção, encontra-se actualmente envolvido num projecto de investigação que tem como tema principal acústica de palcos virtual, continuando a desenvolver projectos em som ao vivo e em estúdio. Tendo actuado pela Península Ibérica nos domínios da música experimental e improvisada, o seu principal foco de trabalho está no desenvolvimento de novas sonoridades no domínio digital.

    Sérgio Silva
    Licenciado Psicologia, e em Produção e Tecnologias da Música, Sérgio Alves tem vindo a trabalhar em diversas áreas ligadas à arte sonora e musical. Tendo já realizado trabalhos de investigação na área da educação musical, e também na área da Psicologia da Arte e da Música aquando da licenciatura em Psicologia, tem vindo a desenvolver trabalhos de produção musical em contexto de estúdio, assim como no domínio da música para audiovisual. Paralelamente, ao nível da performance, tem vindo a trabalhar em projectos das mais variadas áreas musicais, da música electrónica ao pop, funk ou jazz.

    Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo, Portugal
    A Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE), pertencente ao Instituto Politécnico do Porto, surge, após a extinção da Escola Superior de Música, com o intuito de alargar a formação de nível superior a outras áreas artísticas, para além da música.
    Assim, formada em Dezembro de 1994, a ESMAE abrange, actualmente, três departamentos: o da Música, onde se dá formação nas mais variadas áreas, tais como instrumento, canto, composição, música antiga, jazz, produção e tecnologias da música; o Departamento de Teatro, que é responsável pela formação no ramo da interpretação, Direcção de cena, cenografia, figurinos, luz e som e o Departamento de Artes da Imagem que toca áreas como a Fotografia, o Cinema, o Audiovisual e o Multimédia.

    Como escola de artes performativas, a ESMAE dá particular atenção à necessidade de proporcionar apresentações e espectáculos dos seus alunos, complemento imprescindível para que se possam cumprir os objectivos dos seus cursos. Estes espectáculos têm como objectivo promover um contacto estreito e permanente entre os jovens artistas e o seu futuro público, que terá assim a oportunidade de os conhecer e de aprender a apreciá-los. Neste contexto, existe na ESMAE um Café Concerto e o Teatro Helena Sá Costa, que são palco de grande parte das apresentações da escola. Paralelamente, a ESMAE tem desenvolvido inúmeras parcerias dando assim aos alunos a oportunidade de mostrarem o seu trabalho fora da escola, nomeadamente através de concertos de música de câmara e orquestra, em Serralves, na Quinta da Bonjóia e no Coliseu do Porto, entre outros.

    A ESMAE tem, actualmente, cerca de 830 alunos e 130 docentes.

    Possui mais de 90 acordos de cooperação internacional e tem participado em vários projectos europeus desde 2003; é parceiro activo nas duas maiores associações europeias de instituições de ensino superior artístico (AEC e ELIA) e parceiro em vários projectos ERASMUS como Operamedia, IICS, SACS, La Follia, Phoenix e é promotora de vários festivais nacionais e internacionais como o HARMOS Classical, o HARMOS Plural, IRI e SET.