Project Description

    Terra Brasilis
    Baião. Toada. Frevo. Samba.
    Estes são apenas alguns dos ritmos distintivos que tornam rica a paisagem musical do Brasil, ou Vera Cruz como era chamada antigamente. Esta mistura é a razão subjacente das músicas seleccionadas pelo quarteto Terra Brasilis, que visam recuperar os talentos duradouros de, por exemplo, Antonio Carlos Jobim, Egberto Gismonti, Hermeto Pascoal and Milton Nascimento.
    É uma história de Música Popular Brasileira – um estilo que como nenhum outro, torna a diversidade única – e onde o jazz – influenciado pela harmonia e improvisação são a chave da ligação. É o encontro casual entre três brasileiros e um europeu, todos apaixonados pela história que é por si só história e pelo estilo de música que constantemente se reinventa.

    Dan Costa, piano
    Natural de Londres (Reino Unido) de ascendência luso-italiana, Dan Costa estudou piano erudito na Académie de Musique Rainier III no Mónaco. Participou na Académie Internationale d’Été de Nice, no Guildhall Summer School em 2006, bem como no Aurora Musica Star Festival na Suécia este ano. Em 2010, foi-lhe concedido o diploma em música popular pelo Liverpool Institute for Performing Arts, encabeçado por Sir Paul McCartney.
    Após ingressar no curso superior de Jazz na ESMAE, Dan estudou música brasileira na UNICAMP (Brasil) como bolseiro da parceria ibero-americana. Tem atuado a solo em salas como o Paul McCartney Auditorium, a Casa da Música e o Sporting Salle des Étoiles, e tem co-dirigido e tocado em musicais no Reino Unido, para além de participar em projetos na Finlândia, Alemanha e nos EUA.

     

    Daniel Ribeiro Campos, contrabaixo
    Daniel Ribeiro Campos, conhecido como “Pezim”, natural de Uberaba-MG, é contrabaixista (acústico e elétrico) formado pela Escola Superior de Música da Faculdade Cantareira. Fez aulas de contrabaixo com Alberto Luccas e Zé Alexandre. Além disso, cursou também o curso de verão do Litchfield Jazz Camp em 2009 no qual participou de workshops de Dave Liebman, Lionel Loueke e Trio da Paz e teve aulas com os músicos Nilson Matta e Claudio Roditti.
    Já se apresentou ao lado de Djalma Lima, Bob Wyatt, Soundscape Big Band Jazz, Wilson Teixeira, Vinícius Dorin, Daniel D’Alcantra, Toninho Ferragutti, Teco Cardoso, Jarbas Barbosa, David Spencer, Marcio Bahia, Dina Blade, entre outros. Atualmente, desenvolve também outros projetos de música instrumental, Jazz e MPB e apresenta-se em bares, anfiteatros e casas de shows principalmente em São Paulo e Campinas.

     

    Fernando Segi Sagawa, saxofone
    Iniciou os estudos de musica na Escola Técnica de Música – Allegro (São Carlos) na qual se formou em Saxofone Popular (2006). Em 2011 Graduou-se no Curso de Música Popular – Unicamp tendo como principal foco o saxofone e pesquisas em composição e arranjo. Durante esse período de formação teve aulas com Mario Campos, Eduardo Neves, Branford Marsalis, Idris Broudrioua, Paulo Flores, Maestro Branco, Paulo Braga, Mario Sève, Nelson Ayres entre outros. Já se apresentou em festivais no Brasil, Argentina (Mostra Il Birri/2012) e Uruguay (Jazz a la Calle/2013).
    Participa dos grupos: Cumieira com o qual lançou o CD “Festa da Cumieira” (participação de Tom Zé) em parceria com a Funarte (Circulação de Espetáculo de Musica – 2010/2011) e o ProAC (Edital nº18 – 2011); Lê Coelho & os Urubus Malandros; Coletivo Orquestral Mario Campos (Big band, música Brasileira instrumental; lançou o CD “ID” em 2011); UQ Cia de Teatro (Ganhador do Prêmio Faepex/Unicamp “Pesquisa em Multilinguagem 2011”).

     

    Lucas Casacio, bateria

    Baterista e percussionista formado em música pela UNICAMP, apresentou-se em importantes festivais de música no Brasil e no exterior, tais como “Festival do Clube do Choro de Paris” (Paris – França, 2012) “Festival Internacional de Musica de Marrakech” (Marrakech-Marrocos, 2009), “Festival Brasil Instrumental de Tatuí” (Tatuí – SP, 2008 e 2010) e “Festival Internacional de Música de Brasília” (Brasília – DF, 2003).
    Participou como instrumentista dos musicais “Mamma Mia” (2010 – 2011) e “Meu amigo Charlie Brown” (2010). Desenvolve um estudo sobre a performance da bateria no universo da música brasileira, como membro do Grupo de Pesquisa: “Percussão Brasileira: Histórico, Estudo Interpretativo e seu Repertório” (UNICAMP),. É ainda integrante dos grupos Amanajé e Quatro a Zero e foi integrante do GRUPU (Grupo de Percussão da Unicamp), atuando como instrumentista em importantes eventos no cenário da percussão internacional.

    Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, Brasil
    A Unicamp responde por 15% da pesquisa académica no Brasil e mantém a liderança entre as universidades brasileiras no que diz respeito a patentes e ao número de artigos per capita publicados anualmente em revistas indexadas na base de dados ISI/WoS.
    A Unicamp é autónoma em política educacional, mas subordinada ao Governo Estadual no que se refere a subsídios para o seu funcionamento. Assim, os recursos financeiros são obtidos principalmente do Governo do Estado de São Paulo e de instituições nacionais e internacionais de fomento.
    O local onde se situa a Universidade Estadual de Campinas foi ocupado, no passado, por cafezais e canaviais. O campus tem o nome do seu fundador, Zeferino Vaz, que foi quem a idealizou e a viu nascer, em 5 de outubro de 1966, data da sua instalação oficial.